NFS-e Recife (PE): Novas obrigatoriedades da Nota Fiscal de Serviços eletrônica

Através da Portaria SF 8 de 2012, Recife disciplina a obrigatoriedade e a vedação da emissão da Nota Fiscal de Serviços eletrônica (NFS-e).Veja a portaria na Íntegra:

Portaria SECRETÁRIO DE FINANÇAS – SF/Recife – PE nº 8 de 12.01.2012O SECRETÁRIO DE FINANÇAS, no uso de suas atribuições previstas no art. 61, V da Lei Orgânica do Município do Recife;

CONSIDERANDO as inovações introduzidas pela Lei 17.768, de 10 de janeiro de 2012;

CONSIDERANDO a necessidade de disciplinar a obrigatoriedade e a vedação da emissão da Nota Fiscal de Serviços eletrônica (NFS-e), conforme prescreve o artigo 2º da Lei 17.500, de 06 de novembro de 2008, com a nova redação dada pela Lei 17.768, de 10 de janeiro de 2012; RESOLVE :

Art. 1º Ficam obrigados à emissão da Nota Fiscal de Serviços eletrônica todos os prestadores de serviços localizados no município do Recife, excetuando-se os que estejam expressamente proibidos nesta portaria.

§ 1º. A obrigatoriedade da emissão da NFS-e será implementada considerando o cronograma a ser publicado.

§ 2º. O disposto no parágrafo anterior não se aplica aos prestadores de serviços que, na data da publicação desta portaria, já estejam obrigados à emissão.

Art. 2º Ficam proibidos de emitir NFS-e :

I – os profissionais autônomos enquadrados no artigo 118 da Lei 15.563/91;

II – as sociedades de profissionais que recolherem o ISS na forma do §1º do artigo 117-A, da Lei 15.563/91;

III – cooperativas criadas conforme a Lei Federal 5.764/71;

IV – contribuintes enquadrados no regime de estimativa pelo Secretário de Finanças;

V – Microempreendedores Individuais – MEI enquadrados nos artigos 18-A e 18-C da Lei Complementar 123/2006;

VI – A critério do Secretário de Finanças, os contribuintes que tenham obtido decisão judicial cuja aplicabilidade não esteja compatível com o sistema disponibilizado para apuração do imposto devido.

Art. 3º Ficam dispensados da emissão da Nota Fiscal de Serviços eletrônica:

I – As empresas de transporte coletivo de passageiros, referente aos serviços cujo imposto seja retido pelos Órgãos Gestores do Sistema de Transporte Público de Passageiros do Recife – STPP/Recife;

II – As casas lotéricas cujas apostas sejam comprovadamente controladas pela Caixa Econômica Federal – CEF.Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Fonte: E agora chegou um Fiscal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s